Recrutador: descubra porque os relacionamentos com a empresa começam antes da contratação

Descubra porque o relacionamento com a empresa começa no processo seletivo

A Business Insider fez uma comparação das últimas 10 listas anuais publicadas pela Glassdoor relacionando as 100 melhores empresas para se trabalhar no mundo, segundo a avaliação dos seus próprios funcionários.

Notou-se que Bain & Company, Google e Apple sempre apareceram.

O curioso desse artigo foram as características que os funcionários usam como exemplo para explicar a sua avaliação.

A Business Insider diz que “as três (companhias) são lideradas por adoráveis CEOs, aplicam entrevistas moderadamente difíceis e apresentam melhores vantagens como políticas de folgas bem pagas, seguro saúde e planos 401k.

Neste post queremos focar no processo seletivo e compartilhar dicas sobre entrevistas, afinal é aqui onde a sua carreira começa.

“Estamos contratando”

Você já experimentou o gostinho de ser convidado a um bate-papo ou ser indicado por alguém de dentro da empresa e ter uma chance de melhorar a sua vida profissional por causa desse gesto?

Nós tendemos a nos apaixonar mais pelas empresas que não são pretensiosas, que caçam os talentos indicados e preferem conquistar a serem conquistadas. Ou seja, você há de concordar que aquelas que querem que você faça parte do time são as que têm mais capacidade de te atrair.

Pois bem, o processo seletivo é o começo do namoro e por isso demonstrar interesse é só o começo. Para fisgar de vez o talento ideal é necessário se fazer de difícil. Por isso as empresas que nos atraem mais também são as que mais aderem a um processo seletivo longo e rigoroso.

Você mostrou que está interessado e o sentimento é recíproco, certo? Não basta querer, tem que conquistar! Só assim você se fideliza àquela companhia específica.

Atenção recrutadores! Mudem os seus processos de seleção: antes de anunciar em qualquer lugar, trace o perfil da persona ideal para o dito cargo e pense onde essa pessoa pode estar e como você poderia alcançá-la.

E cuidado: recrutamento rigoroso não é sinônimo de desrespeitoso. Planeje bem cada etapa para não desclassificar um candidato na etapa final, por causa do seu currículo.

Assim como abuse da pontualidade! Forçar o atraso em qualquer etapa só demonstra desorganização e passa a imagem errada para o candidato.

Quer funcionários pontuais? Pois então dê o exemplo e seja pontual.

O processo seletivo e a análise dos currículos

Muitas empresas dão uma atenção exagerada na hora de coletar currículos e acabam perdendo a chance de aproveitar um talento, quando na verdade essa etapa do processo serve apenas para chamar a sua atenção e manter um acesso rápido ao contato do candidato.

Perdemos o tesão naquela empresa quando o recrutador, ao olhar para um currículo, leva em conta diferenças sociais e físicas, assim como julga as informações postadas ali. Também conheço pessoas que foram até o final do processo seletivo e foram desclassificadas pelo currículo.

A entrega do currículo não deve ser fase eliminatória, mas sim classificatória!!!

Alô departamento de recursos humanos: no futuro você irá precisar das experiências daquela pessoa que não avançou no processo seletivo, por isso, não descarte as possibilidades. Avalie a pessoa pelas suas habilidades e valores pessoais.

Procura facilitar, também, o acesso do candidato para disponibilizar a intenção de trabalhar na empresa. Aceite o currículo impresso, digital, LinkedIn ou o próprio cadastro pelo site da corporação, mas não rejeite profissionais em um curto espaço de tempo.

Corpo da entrevista

É muito difícil conhecer uma pessoa em uma só entrevista, por isso apreciamos quando a entrevista é detalhada e ataca nossas debilidades, erros do passado, situações de embaraço ou medo. Sentimos a pressão quando a entrevista tem um propósito e um roteiro.

Também damos importância para recrutadores que fogem do script e demonstram curiosidade pelas nossas experiências. Gostamos quando somos instigados a contar momentos de vitória e momentos em que lideramos ou ajudamos alguém.

Um exemplo de pergunta que anima é:

“Conte uma situação em que você defendia uma opinião diferente de outra pessoa. Qual foi o resultado?”

Entrevistador: é bom você montar a entrevista baseada nas experiências do candidato, no perfil que você está procurando para o cargo, nas necessidades e nos valores da empresa.

Selecionando com foco em valores

Digamos que um dos valores da sua empresa seja “focar na solução de problemas”. Uma das perguntas poderia ser:

“Qual foi a situação mais difícil que você já enfrentou? O que você fez por primeiro quando a encarou?”

Depois disso, o casamento entre organização e trabalhador é muito provável, e isso nós só saberemos quando ambos estiverem trabalhando felizes.

Com isso nós passamos pelo momento de caçar talentos, elaborar as etapas de um processo seletivo e entender como conquistar profissionais no momento da entrevista.

Esperamos que com essas dicas você tenha entendido que uma seleção vai muito além de encontrar um profissional e preencher uma vaga.

Serve também para posicionar bem a marca da empresa no mercado, passar uma mensagem sólida às pessoas e conquistar os melhores recursos humanos!

Gostou das sugestões? Então os seus colegas de mercado provavelmente irão adorar a sua sugestão de leitura. Compartilhe este texto no LinkedIn, acrescente os seus argumentos, levante a discussão e ganhe autoridade em gestão de pessoas.

Publicado por Germano Ferreira

Editor-chefe

2 comentários em “Recrutador: descubra porque os relacionamentos com a empresa começam antes da contratação

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: