Hábito 2: comece com o objetivo em mente

O segundo hábito de 7

Se no primeiro hábito para a vitória particular o autor mostra que é preciso assumir a responsabilidade sobre todos os eventos que acontecem a ti.

Ou seja, assumir a culpa pelas consequências das suas ações foi o ponto chave do artigo anterior. Já no segundo hábito ele diz que é necessário que direcione as suas ações para o objetivo correto se você quer se tornar uma pessoa mais eficaz.

No artigo de hoje nós vamos seguir brindando você com os ensinamentos do livro Os 7 hábitos das pessoas altamente eficazes, de Stephen R. Covey.

Dessa vez nós falamos sobre começar projetos com o objetivo em mente. Acompanhe!

O hábito

Stephen R. Covey inicia o capítulo com um exercício prático muito interessante: se imaginar no seu próprio funeral e refletir sobre o que as pessoas estariam falando ao seu respeito.

Photo by Mayron Oliveira on Unsplash

Com esse exercício ele pretende que você reflita um pouco sobre os seus valores e que comece a visualizar como as suas ações e escolhas no presente irão influenciar o seu futuro.

“Começar com o objetivo em mente significa começar tendo uma compreensão clara do destino.”

Stephen R. Covey

A obra também pretende mostrar a diferença de liderança gerenciamento sob um outro ponto de vista:

  • Em liderança se supõe que todas as coisas são criadas duas vezes, na primeira vez ela é imaginada e planejada e vai te guiar para a segunda criação;
  • Já o gerenciamento é a forma com que você irá executar esse planejamento para dar vida ao imaginado antes.

“Estou convencido de que os pais caem na armadilha do gerenciamento com muita frequência, pensando em controle, eficiência e regras, em vez de apontar caminhos, mostrar motivos e sentimentos familiares.”

Stephen R. Covey

7 Hábitos Das Pessoas Altamente Eficazes compartilha que a melhor maneira para começar com o objetivo em mente é desenvolver a sua própria missão. Isto é conhecer os seus valores, que pessoa quer ser e o que deseja fazer.

Qual o seu maior objetivo?

Use essa dinâmica como exemplo!

Lembre-se que a sua missão pessoal não levará 20 minutos para ser construída, pode ser que nós levemos mais de meses para nos sentirmos satisfeitos com o resultado da atividade. Esse seria um esboço de alguém que já fez o exercício:

A família deve ser a base do seu caráter e, por isso, merece atenção e respeito;
Busque ser o role model de alguém e o máximo de influência nos seus papéis;
Honestidade com o próximo e justiça em julgamentos devem ser princípios básicos para ações;
Ter comprometimento com o aperfeiçoamento das relações, da saúde e do conhecimento pessoais e com a atividade profissional;
Empodere pessoas, principalmente mulheres;
Não se arrependa pelas ações do seu eu do passado;
Seja produtivo, mas respeite o seu próprio espaço;
Viva o presente da melhor maneira possível;
Não tenha medo de mudar os seus objetivos, mas sim de mudar os seus princípios.

O livro realça que pessoas vivem para o seu cônjuge, para o seu trabalho, para a igreja, para os bens, para o prazer, entre outros centros que limitam a eficácia pessoal e que regem a sua vida.

O autor fala:

“Os princípios não reagem a nada. Eles não ficam irritados, nem nos tratam mal. (…) Somos limitados, mas podemos ampliar as fronteiras das nossas limitações. A compreensão do nosso próprio amadurecimento nos permite sair em busca dos princípios corretos, com a certeza de que, ao aprender mais, conseguimos focalizar com maior clareza as lentes através das quais vemos o mundo. Os princípios não mudam. A noção que temos deles sim.”

Stephen R. Covey

Quando alguma pessoa não tem em mente onde quer chegar ela provavelmente está sendo ineficaz, se ocupando com o que não agregará à sua felicidade, assim como a pessoa que não tem claros os valores que dão base às decisões diárias.

Caso a pessoa não se apoie nos seus princípios, é possível que ela esteja centrando a sua vida em algum determinado papel específico.

Faz sentido todo esse conhecimento? Então compartilhe com os seus amigos e não deixe de seguir o nosso conteúdo para saber quais são as novidades.

Você pode, por exemplo, se inscrever na primeira newsletter sobre LinkedIn: a Drops do In. Nos vemos no hábito 3?

Publicado por Germano Ferreira

Editor-chefe

3 comentários em “Hábito 2: comece com o objetivo em mente

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: